Folha Oeste




Confira as principais mudanças na reforma da Previdência aprovadas na comissão especial

05/07/2019

Em sessão que invadiu a madrugada desta sexta-feira (5), a comissão especial da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados concluiu a aprovação do novo texto da proposta de emenda à Constituição (PEC), abrindo caminho para a análise da matéria no plenário da Casa já na próxima semana. O texto-base passou pelo crivo dos parlamentares durante a tarde. A apreciação de 17 destaques ao documento prolongaram os trabalhos no colegiado. Na madrugada desta sexta, o processo chegou ao fim com a aprovação de apenas duas alterações. Um dos destaques aprovados retira policiais militares e bombeiros das regras de transferência para inatividade e pensão por morte dos militares das Forças Armadas. A medida vale até que lei complementar local fixe regras para essas corporações. Outra alteração aprovada excluiu a limitação para renegociação de dívidas junto ao Estado em até 60 meses e a cobrança de contribuições previdenciárias sobre a exportação do agronegócio. Texto do governo A proposta da equipe econômica de Jair Bolsonaro previa a criação de um gatilho que aumentava a idade mínima de aposentadoria em caso de elevação da expectativa de sobrevida da população. O texto original estipulava que, a cada quatro anos, a idade mínima de aposentadoria seria elevada em 75% em relação ao aumento apurado na expectativa de sobrevida do brasileiro aos 65 anos. Seguindo essa previsão, para cada quatro meses de elevação na expectativa, três meses seriam adicionados à idade mínima proposta pelo governo, de 62 anos, se for mulher, e 65 anos, se for homem. Texto aprovado na comissão O relator e a comissão rejeitaram esse gatilho, congelando a idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulher para trabalhadores do setor privado e servidores federais. Regras de transição Texto do governo: O Executivo nacional sugeriu três modelos para a transição: um por pontos – soma entre idade e tempo de contribuição –, um só com a idade e outro para aliviar para quem está perto de se aposentar. Texto aprovado na comissão O texto aprovado cria regra de transição para todos os atuais segurados dos setores público e privado. O relatório prevê pedágio de 100% do tempo de contribuição que faltar, mais idade mínima (60 para homem e 57 para mulher) e tempo de contribuição (pelo menos 35 e 30, respectivamente). Trabalhador rural Texto do governo: A proposta de Bolsonaro aumentava de 55 anos para 60 anos a idade mínima de aposentadoria rural para mulheres, mantendo a mesma faixa previstas para homens. O tempo de contribuição foi fixado em 20 anos para ambos — cinco anos a mais do que as regras atuais. Texto aprovado na comissão A comissão manteve as regras em vigor atualmente: 55 anos para mulheres e 60 anos para homens. Garimpeiros e pescadores artesanais são incluídos nesse regime. O tempo de contribuição aumenta apenas por homens (20 anos). Para as mulheres, a régua segue em 15 anos. Aposentadoria de professores Texto do governo: Governo estipulava idade mínima de 60 anos para homens e mulheres, com 30 anos de contribuição. Texto aprovado na comissão: Professoras poderão se aposentar com 57 anos de idade e 25 de contribuição. Professores, com 60 de idade e 30 de contribuição. Aposentadoria de policiais Texto do governo: Policiais federais, rodoviários federais, legislativos e agentes penitenciários federais, entre outros, se aposentariam aos 55 anos de idade, com contribuição de 25 anos (mulheres) e 30 anos (homens). Texto aprovado na comissão: Comissão manteve a proposta original do governo. Capitalização Texto do governo A proposta original criava um regime de capitalização. O texto previa modelo no qual o valor da aposentadoria depende da poupança do trabalhador. Texto aprovado na comissão: Esse modelo foi retirado do texto. Efeito cascata para Estados e municípios Texto do governo O governo estipulava que a proposta valeria automaticamente para servidores dos Estados e dos municípios. Texto aprovado na comissão Retirou a automaticidade. Com isso, os Legislativos locais terão de aprovar as regras para Estados e municípios.

Caminhoneiros confirmam iníci...

"Nós temos um governo que só fez nos enganar. Muitas mentiras, promessas antes da campanha. E o que foi que ele fez pa...

09/12/2019 - brasil

Etanol sobe em 16 Estados e Di...

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 16 Estados e no Distrito Federal na semana passada, de acordo com leva...

02/12/2019 - brasil

Com 8 votos a 2, STF tem maior...

Maioria dos ministros foi favorável a compartilhamento sem aval judicial entre Receita e MP de informações detalhadas...

28/11/2019 - brasil

Extrema pobreza 13,5 milhões ...

Grupo, que sobrevive com 145 reais mensais, vem crescendo desde 2015. Número de miseráveis no país é maior que a pop...

07/11/2019 - brasil

Bebianno entrega Bolsonaro à ...

O ex-ministro Gustavo Bebianno afirmou que o então presidenciável Jair Bolsonaro chancelou em 2018 um acordo para repa...

04/11/2019 - brasil

Carlos Bolsonaro divulga áudi...

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) publicou, na tarde desta quarta-feira (30/10), um segundo vídeo com registros de l...

30/10/2019 - brasil

Nome de Bolsonaro aparece em i...

O nome do presidente Jair Bolsonaro surgiu nas investigações sobre a morte de Marielle Franco. De acordo com o Jornal ...

30/10/2019 - brasil

Queiroz continua na ativa: "Te...

Áudio de Querioz numa mensagem de WhatsApp em junho deste ano comprova: o caixa do clã Bolsonaro continua na ativa. El...

24/10/2019 - brasil

Eduardo Bolsonaro é o novo l...

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, é o novo líder do partido na Câmara. O nom...

21/10/2019 - brasil

Lula oficializa rejeição à...

O ex-presidente Lula oficializou nesta sexta-feira (18) a rejeição à progressão para o regime semiaberto, pedida pel...

18/10/2019 - brasil

CNJ diz que decisão do STF so...

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) rebateu dados extraídos do Banco Nacional de Prisões, mantido pelo órgão, e af...

16/10/2019 - brasil

#TicTacBolsonaro domina as red...

As redes sociais explodiram nesta terça-feira 15 com a repercussão dos mandados de busca e apreensão que a Polícia F...

15/10/2019 - brasil

STF decide a favor de tese que...

O STF (Supremo Tribunal Federal) retomou na tarde de hoje o julgamento que pode levar à anulação de condenações da ...

02/10/2019 - brasil

"Licença para Matar"; Relator...

O deputado federal Fabio Schiochet (PSL-SC) apresentou nesta terça-feira (1º) na Comissão de Constituição e Justiç...

02/10/2019 - brasil

Reforma da Previdência: CCJ a...

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta terça-feira (1º) por 17 votos a 9 o relatório ...

01/10/2019 - brasil

Bolsonaro volta a atacar Raoni...

Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que "o interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no...

01/10/2019 - brasil

Deputados retiram excludente d...

O grupo de trabalho da Câmara que discute o pacote anticrime retirou do texto a chamada excludente de ilicitude, que ex...

26/09/2019 - brasil

Concurso IBGE abre inscriçõe...

Após a publicação nesta quarta-feira, 25, do extrato do edital do concurso IBGE 2019 no Diário Oficial da União, o ...

25/09/2019 - brasil

Saiba como o meio político re...

O mundo político repercutiu o discurso do presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (24), na abertura do debate gera...

24/09/2019 - brasil

Líder do governo e filho são...

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso de autorizar a operação da Polícia Fede...

19/09/2019 - brasil

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com