Folha Oeste




El País fecha parceria com Intercept e divulga conversas para derrubar Gilmar Mendes

06/08/2019

O El País, primeira parceria internacional do The Intercept na “Vaza Jato” – Folha, Veja e Reinaldo Azevedo já trabalham conjuntamente – divulgou que procuradores da Lava Jato, liderador por Deltan Dallagnol, atuaram para coletar dados e informações sobre o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. O intuito seria o impeachment do ministro, ou pelo menos um pedido de suspeição. Os membros da força-tarefa e seus assistentes discutiram por meses, conforme supostas conversas do Telegram enviadas ao The Intercept por fonte anônima, estratégias contra o ministro, como acionar investigadores na Suíça para tentar reunir munição. As conversas podem conter erros, pois foram reproduzidas ipsis litteris. Mensagens trocadas Em 19 de fevereiro, Deltan, no grupo Filhos do Januário 4, disse: “”Gente essa história do Gilmar hoje!! (…) “Justo hoje!!! (…) “Que Paulo Preto foi preso”, começou o coordenador da força-tarefa em Curitiba, em conversa que antecedeu uma ideia para rastrear possível elo entre o ministro e Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, preso em Curitiba num desdobramento da Lava Jato e apontado como operador financeiro do PSDB. A expectativa é Mendes tivesse sido beneficiário de contas e cartões que o operador mantinha na Suíça, um material já com investigadores do país europeu, uma vez que o ministro concedeu antes dois habeas corpus em favor de Paulo. “Hummm acho que vale falar com os suíços sobre estratégia e eventualmente aditar pra pedir esse cartão em específico e outros vinculados à mesma conta” (…) “Talvez vejam lá como algo separado da conta e por isso não veio” (…) “Afinal diz respeito a OUTRA pessoa”, sugere Deltan como estratégia para chegar ao ministro, que, conforme o procurador Athayde Ribeiro da Costa, não poderia ser feito. “Vc estara investigando ministro do supremo, robinho.. nao pode”. Roberson Pozzobon ironizou: “Não que estejamos procurando”. Conforme o artigo 102 da Constituição, um ministro do STF só pode ser investigado com autorização de seus pares. Corporativismo O procurador Paulo Galvão em algumas mensagens alertou Deltan para a possibilidade de corporativismo do Supremo. “Mas cuidado pq o stf é corporativista, se transparecer que vcs estão indo atrás eles se fecham p se proteger”. Quando outros procuradores levantaram a tese de ligar Mendes a Paulo Preto por meio do tucano Aloysio Nunes, que ligou para o gabinete do ministro no dia da prisão de Preto, Galvão também puxou o freio: “Mas calma que isso não quer dizer muita coisa rs”. Dallagnol, então, falou em “botar no papel. Mostrar suspeição. Pegar quem trabalhava nessa época no mesmo local. Imprensa é o ideal”. À época citada por Deltan é a gestão Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Conforme o El País, nos diálogos, os procuradores lembram que Paulo Preto era subordinado do tucano durante o Governo FHC, quando o ex-senador foi ministro-chefe da Secretaria-geral da Presidência, entre 1999 e 2001. E que Gilmar Mendes trabalhava “do ladinho” —segundo as palavras de Roberson Pozzobon— de ambos. A triangulação se fecharia porque, naquele período, Mendes foi subchefe para assuntos jurídicos da Casa Civil (entre 1996 a 2000) e advogado-geral da União (de 2000 a 2002). “Mas não é novidade que Gilmar veio do psdb e de dentro do governo fhc!!! Cuidado com isso”, diz Paulo Galvão, que é respondido por Dallagnol: “Agora é diferente”(…) “Não é uma crença ou partido em comum” (…) “É trabalhar lado a lado, unha e carme”. Já Pozzobon diz que é preciso ter informações mais fundamentadas antes de passá-las para a imprensa. “Mas acho que temos que confirmar minimamente isso antes de passar pra alguém investigar mais a fundo, Delta”. Em março de 2019, a força-tarefa tentaria novo pedido de suspeição de Gilmar Mendes, desta vez no caso Paulo Preto, alegando relações do magistrado com Aloysio Nunes. Dallagnol articularia com as forças-tarefas da Lava Jato de Curitiba, do Rio de Janeiro e de São Paulo para dar força ao pedido. Este, como outros do passado, também foi arquivado. Força-tarefa Ao El País, a força-tarefa, disse em nota que “não surgiu nas investigações nenhum indício de que cartões da conta de Paulo Vieira de Souza tenham sido emitidos em favor de qualquer autoridade sujeita a foro por prerrogativa de função”. Além disso, a nota informou que, “em todos os casos em que há a identificação de pagamentos de vantagens indevidas e lavagem de ativos no exterior, o Ministério Público busca fazer o rastreamento do destino de todos os ativos ilícitos, para identificar os destinatários desconhecidos”. Ainda conforme informado ao El País, a força-tarefa afirma que, sempre que surgem indícios do envolvimento em crimes de pessoas com foro privilegiado, a força-tarefa encaminha as informações à Procuradoria-Geral da República e ao Supremo Tribunal Federal. Ministros Vale lembrar que, na última semana, foi revelado pela Folha de S. Paulo e The Intercept que Deltan também tentou investigar Antonio Dias Toffoli. O coordenador tinha interesse em suposto envolvimento do presidente do Supremo, de Mendes e suas esposas em empresas envolvidas no esquema de corrupção da Petrobras. À época, Gilmar disse que a Lava Jato era uma “organização criminosa para investigar pessoas”. Marco Aurélio, também ministro, afirmou que era “inconcebível que um procurador da República de primeira instância busque investigar atividade desenvolvida por um ministro do Supremo”.

Em desaceleração, assassinat...

Esta é a primeira queda no número de mortes registrada em dois dias. Nesta segunda-feira (24), o motim de policiais mi...

24/02/2020 - brasil

Moro diz que se “confundiu...

Moro diz que se “confundiu” ao pedir investigação de Lula em lei da ditadura. Ex-juiz da Lava Jato e atual ministr...

24/02/2020 - brasil

Na quinta-feira 23, o ministro...

Na quinta-feira 23, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, qu...

24/01/2020 - brasil

Bolsonaro confronta Paulo Gued...

É a segunda vez em uma semana que o presidente bate de frente com seus superministros Depois de criar um clima com Sér...

24/01/2020 - brasil

Marcha no Iraque pede saída d...

Presença americana no país passou a ser mais contestada após ataque que matou general iraniano em Bagdá. Milhares de...

24/01/2020 - brasil

Movimentos pressionam para man...

Parte da estratégia que elegeu Jair Bolsonaro (sem partido) presidente da República em 2018, movimentos de rua alinhad...

24/01/2020 - brasil

Petrobras reduzira preço da g...

Para Sérgio Araújo, a estatal acabou com qualquer oportunidade de importação por terceiros.A Petrobras reduziu os pr...

24/01/2020 - brasil

Brasileiro fugitivo de presíd...

Um brasileiro fugitivo do presídio de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha à sul-mato-grossense Ponta Porã,...

20/01/2020 - brasil

Flamengo vence Al Hilal e est...

Rubro-Negro venceu o time saudita por 3 a 1 de virada e espera o jogo entre Liverpool e Monterrey para saber o adversár...

17/12/2019 - brasil

Caminhoneiros confirmam iníci...

"Nós temos um governo que só fez nos enganar. Muitas mentiras, promessas antes da campanha. E o que foi que ele fez pa...

09/12/2019 - brasil

Etanol sobe em 16 Estados e Di...

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 16 Estados e no Distrito Federal na semana passada, de acordo com leva...

02/12/2019 - brasil

Com 8 votos a 2, STF tem maior...

Maioria dos ministros foi favorável a compartilhamento sem aval judicial entre Receita e MP de informações detalhadas...

28/11/2019 - brasil

Extrema pobreza 13,5 milhões ...

Grupo, que sobrevive com 145 reais mensais, vem crescendo desde 2015. Número de miseráveis no país é maior que a pop...

07/11/2019 - brasil

Bebianno entrega Bolsonaro à ...

O ex-ministro Gustavo Bebianno afirmou que o então presidenciável Jair Bolsonaro chancelou em 2018 um acordo para repa...

04/11/2019 - brasil

Carlos Bolsonaro divulga áudi...

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) publicou, na tarde desta quarta-feira (30/10), um segundo vídeo com registros de l...

30/10/2019 - brasil

Nome de Bolsonaro aparece em i...

O nome do presidente Jair Bolsonaro surgiu nas investigações sobre a morte de Marielle Franco. De acordo com o Jornal ...

30/10/2019 - brasil

Queiroz continua na ativa: "Te...

Áudio de Querioz numa mensagem de WhatsApp em junho deste ano comprova: o caixa do clã Bolsonaro continua na ativa. El...

24/10/2019 - brasil

Eduardo Bolsonaro é o novo l...

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, é o novo líder do partido na Câmara. O nom...

21/10/2019 - brasil

Lula oficializa rejeição à...

O ex-presidente Lula oficializou nesta sexta-feira (18) a rejeição à progressão para o regime semiaberto, pedida pel...

18/10/2019 - brasil

CNJ diz que decisão do STF so...

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) rebateu dados extraídos do Banco Nacional de Prisões, mantido pelo órgão, e af...

16/10/2019 - brasil

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com