Folha Oeste




CNJ diz que decisão do STF sobre segunda instância afetaria apenas 4,8 mil

16/10/2019

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) rebateu dados extraídos do Banco Nacional de Prisões, mantido pelo órgão, e afirmou que 4.895 detentos podem ser beneficiados pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode revogar a prisão a partir de condenações na segunda instância de Justiça. Nesta quinta-feira (17/10), o Supremo vai julgar três Ações Diretas de Constitucionalidade (ADCs), apresentadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e por dois partidos que pedem que seja declarado válido o artigo 285 do Código de Processo Penal que afirma que "ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente, em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado ou, no curso da investigação ou do processo, em virtude de prisão temporária ou prisão preventiva”. Ou seja, se o texto for validado pelo Supremo, a pena só poderá ser aplicada somente após o trâmite em julgado do processo, ou seja, quando todos os recursos apresentados forem julgados por todas as instância do Poder Judiciário. Além de soltar milhares de presos autores dos mais diversos crimes pelo país, réus condenados na Lava-Jato também serão beneficiados. De acordo com o CNJ, "foram expedidos apenas 4.895 mandados de prisão pelo segundo grau dos Tribunais Regionais Federais e dos Tribunais de Justiça. Portanto, o número correto seria de 4.895, e não 190 mil presos". O presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Victor Hugo, afirmou que a decisão pode afetar pessoas condenadas por crimes graves. A instituição representa mais de 14 mil procuradores e promotores de Justiça. Em nota, a entidade se manifestou contra a revisão do entendimento do Supremo sobre o tema. “A eventual reversão desse entendimento implicaria em evidente retrocesso jurídico, dificultando a repressão a crimes, favorecendo a prescrição de delitos graves, gerando impunidade e, muitas vezes, até inviabilizando o trabalho desenvolvido pelo Sistema de Justiça Criminal e em especial pelo Ministério Público brasileiro no combate à macrocriminalidade”, diz um trecho da manifestação da entidade. Ao mesmo tempo, o Fórum Nacional de Juízes Criminais (Fonajuc) divulgou nota afirmando que, caso o tribunal derrube o entendimento que vem mantendo desde 2016, o Brasil pode se tornar “o único país de todos os Estados-membros das Nações Unidas (ONU) a não permitir a prisão após condenação em primeira ou segunda instâncias, acarretando graves consequências para a sociedade brasileira”.

Flamengo vence Al Hilal e est...

Rubro-Negro venceu o time saudita por 3 a 1 de virada e espera o jogo entre Liverpool e Monterrey para saber o adversár...

17/12/2019 - brasil

Caminhoneiros confirmam iníci...

"Nós temos um governo que só fez nos enganar. Muitas mentiras, promessas antes da campanha. E o que foi que ele fez pa...

09/12/2019 - brasil

Etanol sobe em 16 Estados e Di...

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 16 Estados e no Distrito Federal na semana passada, de acordo com leva...

02/12/2019 - brasil

Com 8 votos a 2, STF tem maior...

Maioria dos ministros foi favorável a compartilhamento sem aval judicial entre Receita e MP de informações detalhadas...

28/11/2019 - brasil

Extrema pobreza 13,5 milhões ...

Grupo, que sobrevive com 145 reais mensais, vem crescendo desde 2015. Número de miseráveis no país é maior que a pop...

07/11/2019 - brasil

Bebianno entrega Bolsonaro à ...

O ex-ministro Gustavo Bebianno afirmou que o então presidenciável Jair Bolsonaro chancelou em 2018 um acordo para repa...

04/11/2019 - brasil

Carlos Bolsonaro divulga áudi...

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) publicou, na tarde desta quarta-feira (30/10), um segundo vídeo com registros de l...

30/10/2019 - brasil

Nome de Bolsonaro aparece em i...

O nome do presidente Jair Bolsonaro surgiu nas investigações sobre a morte de Marielle Franco. De acordo com o Jornal ...

30/10/2019 - brasil

Queiroz continua na ativa: "Te...

Áudio de Querioz numa mensagem de WhatsApp em junho deste ano comprova: o caixa do clã Bolsonaro continua na ativa. El...

24/10/2019 - brasil

Eduardo Bolsonaro é o novo l...

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, é o novo líder do partido na Câmara. O nom...

21/10/2019 - brasil

Lula oficializa rejeição à...

O ex-presidente Lula oficializou nesta sexta-feira (18) a rejeição à progressão para o regime semiaberto, pedida pel...

18/10/2019 - brasil

CNJ diz que decisão do STF so...

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) rebateu dados extraídos do Banco Nacional de Prisões, mantido pelo órgão, e af...

16/10/2019 - brasil

#TicTacBolsonaro domina as red...

As redes sociais explodiram nesta terça-feira 15 com a repercussão dos mandados de busca e apreensão que a Polícia F...

15/10/2019 - brasil

STF decide a favor de tese que...

O STF (Supremo Tribunal Federal) retomou na tarde de hoje o julgamento que pode levar à anulação de condenações da ...

02/10/2019 - brasil

"Licença para Matar"; Relator...

O deputado federal Fabio Schiochet (PSL-SC) apresentou nesta terça-feira (1º) na Comissão de Constituição e Justiç...

02/10/2019 - brasil

Reforma da Previdência: CCJ a...

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta terça-feira (1º) por 17 votos a 9 o relatório ...

01/10/2019 - brasil

Bolsonaro volta a atacar Raoni...

Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que "o interesse na Amazônia não é no índio nem na porra da árvore, é no...

01/10/2019 - brasil

Deputados retiram excludente d...

O grupo de trabalho da Câmara que discute o pacote anticrime retirou do texto a chamada excludente de ilicitude, que ex...

26/09/2019 - brasil

Concurso IBGE abre inscriçõe...

Após a publicação nesta quarta-feira, 25, do extrato do edital do concurso IBGE 2019 no Diário Oficial da União, o ...

25/09/2019 - brasil

Saiba como o meio político re...

O mundo político repercutiu o discurso do presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (24), na abertura do debate gera...

24/09/2019 - brasil

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com