Folha Oeste




Covid-19: EUA chegam a acordo para novo pacote de auxílio a pequenas empresas e desempregados

21/12/2020

Depois de meses de disputa, os parlamentares americanos fecharam um acordo para aprovar um novo pacote de ajuda econômica para aliviar os efeitos da pandemia. O projeto prevê um custo total de cerca de US$ 900 bilhões (R$ 4,6 trilhões), incluindo pagamentos diretos para muitos americanos e apoio a empresas e programas de desemprego, Além do pacote, a proposta elaborada pelo Congresso prevê US$ 1,4 trilhão (R$ 7,18 trilhões) para financiar as operações do governo nos próximos nove meses. Muitos programas de socorro criados por causa da covid-19 vão expirar no final do mês, e cerca de 12 milhões de americanos correm o risco de perder o acesso aos benefícios de desemprego. A votação na Câmara dos Representantes e no Senado está prevista para segunda-feira (21/12). Em seguida, ele terá de ser sancionado pelo presidente Donald Trump. Ele incluirá pagamentos únicos de US$ 600 (R$ 3 mil) para para a maioria dos americanos e aumentará os pagamentos de auxílio desemprego em US$ 300 por semana (R$ 1,5 mil), estendendo as datas de vencimento dos programas de auxílio ao desemprego para o fim do primeiro trimestre de 2021. Também deve incluir mais de US$ 300 bilhões (R$ 1,5 trilhão) em apoio a empresas e recursos para distribuição de vacinas, socorrer escolas e locatários enfrentando ações de despejo. O acordo foi anunciado no domingo pelo líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell. "Podemos finalmente contar o que nossa nação precisa ouvir há muito tempo: mais ajuda está a caminho", disse. O pacote, ele acrescentou, contém "políticas direcionadas para ajudar os americanos em dificuldades que já esperaram muito". A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o líder da minoria no Senado, Chuck Schumer, ambos democratas, afirmaram que o pacote entregou "fundos urgentemente necessários para salvar as vidas e meios de subsistência do povo americano à medida que o vírus se acelera". Os parlamentares disseram que o projeto prevê o pagamento de US$ 600 por adulto ou criança, para indivíduos que ganham até US$ 75 mil por ano ou casais que ganham até US$ 150 mil. Os primeiros cheques podem chegar na próxima semana, disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin. O pagamento é a metade do valor que o Congresso aprovou para pagamentos diretos durante a primeira rodada de medidas de alívio econômico da pandemia. Fonte: BBC

Biden lança pacote de 1,9 tri...

Presidente eleito dos EUA promete cheques de 1.400 dólares para trabalhadores e suas famílias. O presidente eleito do...

18/01/2021 - destaque

Atraso do impeachment visa mud...

O Senado dos Estados Unidos definiu que o pedido de impeachment de Donald Trump será julgado após o final de seu manda...

14/01/2021 - destaque

China rouba marcha sobre o Oci...

ISTAMBUL / LONDRES (Reuters) - A China está roubando uma marcha sobre os farmacêuticos ocidentais na corrida da vacina...

14/01/2021 - destaque

Pentágono investiga novas ame...

Na Câmara, democratas insistem em impeachment de Trump e insistem que o vice, Mike Pence, responda se irá evocar a 25...

11/01/2021 - destaque

Cumulativamente, quase 375.000...

(Reuters) - Os Estados Unidos perderam mais de 22.000 vidas para o COVID-19 na semana passada, estabelecendo um recorde ...

11/01/2021 - destaque

Crise na Venezuela: o que acon...

A oposição na Venezuela perdeu seu maior trunfo na terça-feira (05/01): a Assembleia Nacional. O chavismo assumiu o c...

07/01/2021 - destaque

Congresso dos EUA certifica vi...

WASHINGTON (Reuters) - Horas depois de centenas de apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, invadirem ...

07/01/2021 - destaque

Irã retoma enriquecimento a 2...

DUBAI (Reuters) - O Irã retomou o enriquecimento de urânio a 20% em uma instalação nuclear subterrânea, informou o ...

04/01/2021 - destaque

Aposta de Trump para roubar a ...

As novas e surpreendente provas de um presidente Donald Trump desesperado, gravado em uma tentativa de roubar a eleiçã...

04/01/2021 - destaque

Presidente da Bolívia cria im...

O presidente da Bolívia, Luis Arce, promulgou a Lei 1357, que cria um imposto para as 152 pessoas mais ricas do país. ...

01/01/2021 - destaque

Argentina se torna oásis do d...

Em uma das regiões mais restritivas quanto aos direitos reprodutivos, quem decide interromper sua gravidez pode pagar c...

31/12/2020 - destaque

Covid-19 sacudiu economia glob...

(Reuters) - Quando começou 2020, a economia global tinha acabado de atingir seu décimo ano consecutivo de crescimento ...

31/12/2020 - destaque

EXCLUSIVO-Rússia enviou só 1...

MOSCOU (Reuters) - A primeira grande remessa internacional da vacina da Rússia contra o coronavírus “Sputnik V”, 3...

28/12/2020 - destaque

Candidato de Maia à sucessão...

Candidato à presidência da Câmara com o aval de Rodrigo Maia, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) posicionou-se a favor ...

28/12/2020 - destaque

Parlamento russo apoia Moscou ...

O governo russo poderá ganhar poderes para restringir o acesso de sua população às redes sociais de empresas dos Es...

24/12/2020 - destaque

Papa pede ajuda aos pobres em ...

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco celebrou uma Missa do Galo de véspera de Natal nesta quinta-feira mais ...

24/12/2020 - destaque

Joe Biden é vacinado contra a...

A vacinação do presidente eleito foi transmitida ao vivo pela televisão. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe...

22/12/2020 - destaque

China começa a construir fáb...

A China começou a construir uma instalação para fabricar sua primeira vacina candidata contra a Covid-19 que usa a te...

21/12/2020 - destaque

Covid-19: EUA chegam a acordo ...

Depois de meses de disputa, os parlamentares americanos fecharam um acordo para aprovar um novo pacote de ajuda econômi...

21/12/2020 - destaque

Agência da China endurece dir...

PEQUIM (Reuters) - A agência reguladora dos mercados da China disse nesta segunda-feira que endureceu uma diretriz para...

21/12/2020 - destaque

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com