Folha Oeste




Irã retoma enriquecimento a 20% em Fordow em violação mais recente de acordo nuclear

04/01/2021

DUBAI (Reuters) - O Irã retomou o enriquecimento de urânio a 20% em uma instalação nuclear subterrânea, informou o governo nesta segunda-feira, rompendo um pacto nuclear de 2015 com grandes potências e possivelmente complicando os esforços do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, para voltar ao acordo. A medida é a mais recente violação iraniana do acordo, que começou a infringir em 2019 em resposta à saída dos Estados Unidos do pacto em 2018 e à reimposição das sanções dos EUA que haviam sido suspensas sob o acordo. “Há poucos minutos, o processo de produção de urânio enriquecido a 20% começou no complexo de enriquecimento de Fordow”, disse o porta-voz do governo Ali Rabeie à mídia estatal iraniana. A determinação é uma das muitas mencionadas em uma lei aprovada pelo Parlamento do Irã no mês passado após a morte do principal cientista nuclear do país, que Teerã atribuiu a Israel. Tais medidas do Irã podem impedir as tentativas do novo governo Biden de voltar ao acordo. O principal objetivo do acordo era estender o tempo que o Irã precisaria para produzir material físsil suficiente para uma bomba nuclear, se assim o desejasse, de cerca de dois a três meses para pelo menos um ano. O pacto também suspendeu as sanções internacionais contra Teerã. Em 1º de janeiro, a Agência Internacional de Energia Atômica disse que Teerã informou ao órgão que planejava retomar o enriquecimento em até 20% na instalação de Fordow, que está enterrada dentro de uma montanha. “O processo de injeção de gás nas centrífugas começou há algumas horas e o primeiro produto de hexafluoreto de urânio (UF6) gasoso estará disponível em algumas horas”, disse Rabeie. “O processo começou após a tomada de medidas como informar o órgão de vigilância nuclear da ONU.” O Irã havia violado anteriormente o limite de 3,67% do acordo sobre a pureza com a qual pode enriquecer urânio, mas subiu apenas para 4,5% até agora, bem abaixo do nível de 20% e dos 90% que é usado para armas. As agências de inteligência dos Estados Unidos e a AIEA acreditam que o Irã tinha um programa secreto e coordenado de armas nucleares, que foi suspenso em 2003. O Irã nega. Fonte: Reuters

Biden lança pacote de 1,9 tri...

Presidente eleito dos EUA promete cheques de 1.400 dólares para trabalhadores e suas famílias. O presidente eleito do...

18/01/2021 - destaque

Atraso do impeachment visa mud...

O Senado dos Estados Unidos definiu que o pedido de impeachment de Donald Trump será julgado após o final de seu manda...

14/01/2021 - destaque

China rouba marcha sobre o Oci...

ISTAMBUL / LONDRES (Reuters) - A China está roubando uma marcha sobre os farmacêuticos ocidentais na corrida da vacina...

14/01/2021 - destaque

Pentágono investiga novas ame...

Na Câmara, democratas insistem em impeachment de Trump e insistem que o vice, Mike Pence, responda se irá evocar a 25...

11/01/2021 - destaque

Cumulativamente, quase 375.000...

(Reuters) - Os Estados Unidos perderam mais de 22.000 vidas para o COVID-19 na semana passada, estabelecendo um recorde ...

11/01/2021 - destaque

Crise na Venezuela: o que acon...

A oposição na Venezuela perdeu seu maior trunfo na terça-feira (05/01): a Assembleia Nacional. O chavismo assumiu o c...

07/01/2021 - destaque

Congresso dos EUA certifica vi...

WASHINGTON (Reuters) - Horas depois de centenas de apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, invadirem ...

07/01/2021 - destaque

Irã retoma enriquecimento a 2...

DUBAI (Reuters) - O Irã retomou o enriquecimento de urânio a 20% em uma instalação nuclear subterrânea, informou o ...

04/01/2021 - destaque

Aposta de Trump para roubar a ...

As novas e surpreendente provas de um presidente Donald Trump desesperado, gravado em uma tentativa de roubar a eleiçã...

04/01/2021 - destaque

Presidente da Bolívia cria im...

O presidente da Bolívia, Luis Arce, promulgou a Lei 1357, que cria um imposto para as 152 pessoas mais ricas do país. ...

01/01/2021 - destaque

Argentina se torna oásis do d...

Em uma das regiões mais restritivas quanto aos direitos reprodutivos, quem decide interromper sua gravidez pode pagar c...

31/12/2020 - destaque

Covid-19 sacudiu economia glob...

(Reuters) - Quando começou 2020, a economia global tinha acabado de atingir seu décimo ano consecutivo de crescimento ...

31/12/2020 - destaque

EXCLUSIVO-Rússia enviou só 1...

MOSCOU (Reuters) - A primeira grande remessa internacional da vacina da Rússia contra o coronavírus “Sputnik V”, 3...

28/12/2020 - destaque

Candidato de Maia à sucessão...

Candidato à presidência da Câmara com o aval de Rodrigo Maia, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) posicionou-se a favor ...

28/12/2020 - destaque

Parlamento russo apoia Moscou ...

O governo russo poderá ganhar poderes para restringir o acesso de sua população às redes sociais de empresas dos Es...

24/12/2020 - destaque

Papa pede ajuda aos pobres em ...

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco celebrou uma Missa do Galo de véspera de Natal nesta quinta-feira mais ...

24/12/2020 - destaque

Joe Biden é vacinado contra a...

A vacinação do presidente eleito foi transmitida ao vivo pela televisão. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe...

22/12/2020 - destaque

China começa a construir fáb...

A China começou a construir uma instalação para fabricar sua primeira vacina candidata contra a Covid-19 que usa a te...

21/12/2020 - destaque

Covid-19: EUA chegam a acordo ...

Depois de meses de disputa, os parlamentares americanos fecharam um acordo para aprovar um novo pacote de ajuda econômi...

21/12/2020 - destaque

Agência da China endurece dir...

PEQUIM (Reuters) - A agência reguladora dos mercados da China disse nesta segunda-feira que endureceu uma diretriz para...

21/12/2020 - destaque

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com