Folha Oeste
testRiqueza mineral do Afeganistão pode dar ao Talebã trilhões de dólares da luta contra o aquecimen




Riqueza mineral do Afeganistão pode dar ao Talebã trilhões de dólares da luta contra o aquecimen

23/08/2021
Compartilhar

Ao tomar o poder político no Afeganistão após a partida dos EUA, o grupo radical islâmico Talebã passou a deter também o controle sobre uma riqueza mineral estimada em algo entre US$ 1 trilhão e US$ 3 trilhões. Ao mesmo tempo em que é um dos países mais pobres do mundo - em 2016, mais de metade da população estava abaixo da linha da pobreza, segundo dados do Banco Mundial -, o Afeganistão possui extensas reservas de cobre, lítio, cobalto, ferro, ouro, que permaneceram relativamente intocadas nas últimas décadas, período em que o país esteve mergulhado em diferentes conflitos armados. Entre 1996 e 2001, quando o Talebã governou a nação, sua principal atividade econômica foi a produção de papoula para extração do ópio matéprima para a fabricação de heroína. O país era considerado um pária nas relações internacionais e comerciais. Agora, porém, as coisas podem ser diferentes. Não porque o Talebã, que tenta vender uma imagem mais moderada ao mundo, tenha efetivamente mudado de status no xadrez global. Mas porque as condições de exploração e sobretudo o mercado desses minérios se alterou drasticamente nos últimos anos, impulsionado pela necessidade do mundo de se mover em direção à uma economia verde. Recentemente, um relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas mostrou que os efeitos do aquecimento global têm se acelerado e que será preciso fazer mais para impedir uma catástrofe ambiental que ameace a sobrevivência humana na Terra. Vai ser preciso mudar - e rápido - como produzimos e como consumimos. E é exatamente por deter recursos necessários para essa mudança que o grupo islâmico pode ter uma janela de oportunidade. Para Rod Schoonover, cientista especializado em mudanças climáticas e ex-funcionário de inteligência americana, o Talebã "não está só sentado sobre valiosas jazidas de pedras preciosas, mas de minérios centrais para a produção industrial mundial como o ferro e, especialmente, de parte dos recursos mais críticos no processo de transição econômico ambiental no século 21". Há centenas de anos, sabe-se que a região onde fica o Afeganistão é rica em minérios. Mas foram os soviéticos, nos anos 1960 e 1970, quem primeiro mapearam a composição geológica do Afeganistão, resultado de uma série de colisões entre placas tectônicas que liberaram para a superfície terrestre partes do manto e do magma do planeta. Entre os anos 2000 e 2010, o Centro de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos e o Centro Afegão de Pesquisa Geológica retomaram as análises soviéticas do solo e se lançaram a um extensivo inventário de cerca de mil minas e depósitos minerais ao redor do país. Fonte: BBC

Determinada a manter Taiwan is...

Aprovação de resolução em 1971 ajudou a moldar ascensão de Pequim como potência mundial e a concedeu-lhe amplo pod...

25/10/2021 - destaque

Esquerda latino-americana se r...

Ex-presidente boliviano Evo Morales inaugura um seminário do Partido do Trabalho, dois anos depois de ser derrubado: ...

25/10/2021 - destaque

Líder de gangue do Haiti amea...

As autoridades disseram que a quadrilha de 400 Mawozo está exigindo US $ 1 milhão por refém em resgate para libertar ...

21/10/2021 - destaque

A estratégica rede de portos ...

O porto de Pireus, na Grécia, considerado a grande porta de entrada dos produtos asiáticos na Europa, é um dos exempl...

21/10/2021 - destaque

China nega teste com arma nucl...

A China negou nesta segunda-feira (18/10) relatos de que tenha testado um míssil hipersônico com capacidade nuclear no...

18/10/2021 - destaque

Alex Saab, suposto testa de fe...

O empresário colombiano, apontado como operador financeiro do Governo da Venezuela, partiu neste sábado num avião nor...

18/10/2021 - destaque

Cinco pessoas são executadas ...

Cinco pessoas foram executadas na fronteira do Paraguai com o Brasil entre sexta-feira (8) e sábado (9), incluindo um v...

14/10/2021 - destaque

Ao menos seis mortos e dezenas...

A passeata, convocada pelo partido xiita Hezbollah, cobrava a destituição do juiz encarregado de investigar a explosã...

14/10/2021 - destaque

Muqtada al-Sadr deve ganhar a ...

Os resultados iniciais mostram que o partido de Muqtada al-Sadr aumentou o número de assentos que detém no parlamento,...

11/10/2021 - destaque

EUA e Talibã se reúnem em Do...

Novos líderes afegãos querem que Washington desbloqueie as reservas do Banco Central. Uma delegação dos Estados Uni...

11/10/2021 - destaque

Por que esperada entrada do Br...

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, e o secretário-geral da OCDE, Mathias Cormann, discutiram processo d...

07/10/2021 - destaque

Pedro Castillo demite primeiro...

Presidente do Peru rompe com o dirigente Vladimir Cerrón e muda seis ministros, incorporando mais mulheres ao Gabinete....

07/10/2021 - destaque

Paraísos fiscais, riquezas oc...

Os ‘Pandora Papers’ revelam o funcionamento interno de uma economia subterrânea que beneficia os ricos e as elites ...

04/10/2021 - destaque

Disputa entre facções deixa ...

Um confronto entre facções rivais em uma prisão na cidade de Guayaquil, no Equador, deixou pelo menos 116 mortos e 80...

30/09/2021 - destaque

Biden se aproxima do abismo co...

Divisão nas fileiras democratas e rejeição republicana complicam uma votação decisiva para elevar o teto da dívida...

30/09/2021 - destaque

Afeganistão: família explica...

O interior da casa, construída com tijolos de barro, era frio, limpo e tranquilo. Um homem chamado Shamsullah, com um f...

27/09/2021 - destaque

Social-democratas saem na fren...

Projeções indicam que a União Democrática Cristã (CDU), de Angela Merkel, terá o pior resultado de sua história, ...

27/09/2021 - destaque

Entenda o que é a COP26, conf...

Negociações climáticas internacionais na Escócia, em novembro, acontecerão em momento crucial para garantir comprom...

23/09/2021 - destaque

Na ONU, Maduro exige a suspens...

Presidente participa da Assembleia Geral da ONU com um vídeo pré-gravado, para evitar ser detido caso entrasse nos EUA...

23/09/2021 - destaque

Acordo de submarino nuclear di...

Medida enfureceu França, pois o país perdeu um acordo de longa data para fornecer submarinos movidos a diesel para a A...

20/09/2021 - destaque

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com