Folha Oeste
testOposição venezuelana anuncia lista de unidade para enfrentar chavismo nas eleições regionais de




Oposição venezuelana anuncia lista de unidade para enfrentar chavismo nas eleições regionais de

02/09/2021
Compartilhar

Os partidos que se opõem a Nicolás Maduro abandonam o boicote eleitoral e reavivam a plataforma que, em 2015, obteve a maioria no Parlamento. A oposição venezuelana confirmou nesta terça-feira que participará das eleições regionais que serão realizadas em 21 de novembro e que o fará unida em uma lista única. Os partidos que se opõem ao Governo de Nicolás Maduro deliberaram a estratégia até o limite de inscrições de candidatos a 23 governadores e 335 prefeitos, além de vereadores e deputados. De acordo com um comunicado lido na sede de Caracas do partido Um Novo Tempo, juntamente com representantes de todos os partidos da coligação de oposição, o fim do boicote eleitoral tem sido “um difícil processo de deliberação interna que contou com a participação de líderes locais, regionais e nacionais“. “Estamos comovidos com a difícil situação que atravessa nosso país, com o senso de urgência em encontrar soluções permanentes para nossos sofrimentos e com o propósito de fortalecer a unidade”, diz o texto. A vontade de diferentes lideranças de participar das eleições convocadas pelo Governo era um fato conhecido. O dilema era a participação em um único bloco, o que sugere um cenário melhor para a oposição nas eleições. Na entrevista coletiva, que foi adiada várias vezes, eles apresentaram seus argumentos. “Sabemos que essas eleições não serão justas ou convencionais. A ditadura impôs graves obstáculos que colocam em risco a expressão de mudança do povo venezuelano“, afirma o comunicado. “Entendemos que serão um campo de batalha útil para fortalecer a cidadania e promover a verdadeira solução para a grave crise em nosso país: eleições presidenciais e legislativas livres. Vamos nos organizar, nos mobilizar e nos fortalecer na unidade a serviço da reinstitucionalização democrática da Venezuela.“ O veterano Henri Ramos Allup, secretário-geral da Ação Democrática tomou a voz e indicou que participarão juntos na cédula com a Mesa da Unidade Democrática, que foi novamente autorizada pelo Governo no âmbito das negociações políticas iniciadas neste ano. Ramos Allup fez questão de denunciar que ainda existem partidos políticos que continuam interditados judicialmente e com suas direções impedidas, como o seu. Embora a oposição ainda esteja definindo os nomes dos candidatos, o dirigente garantiu que foram escolhidas lideranças locais e lideranças da sociedade civil, não apenas dos partidos. Sobre a mudança de estratégia, Ramos Allup destacou: “Se em um determinado momento a conveniência nacional é participar, você participa. A política não tem dogmas, mas deve-se à interpretação da realidade em um determinado momento“. A oposição venezuelana deixa para trás o abstencionismo com que denuncia a falta de transparência nas eleições na Venezuela desde 2017. O faz com um novo árbitro eleitoral, que pela primeira vez incorpora dois reitores não aliados do chavismo, e em meio a uma mesa de diálogo instalada no México que criou melhores condições de participação. As mudanças mais evidentes, por ora, são o maior escrutínio nas pré-auditorias do sistema eleitoral e do cadastro eleitoral e —o mais importante— o levantamento do veto na cédula da Mesa da Unidade Democrática. Para lá convergem os partidos da oposição vencedores das eleições legislativas de 2015. O Governo bloqueou judicialmente a plataforma em 2018, para apaziguar a competição nas eleições presidenciais em que Nicolás Maduro foi reeleito. O chavismo prometeu rever agora algumas desqualificações políticas e eliminar a figura dos “protetores”, que o Governo impôs aos cargos conquistados pela oposição. Também está por definir o possível acompanhamento de uma missão da União Europeia durante o evento eleitoral. Fonte: El País

Determinada a manter Taiwan is...

Aprovação de resolução em 1971 ajudou a moldar ascensão de Pequim como potência mundial e a concedeu-lhe amplo pod...

25/10/2021 - destaque

Esquerda latino-americana se r...

Ex-presidente boliviano Evo Morales inaugura um seminário do Partido do Trabalho, dois anos depois de ser derrubado: ...

25/10/2021 - destaque

Líder de gangue do Haiti amea...

As autoridades disseram que a quadrilha de 400 Mawozo está exigindo US $ 1 milhão por refém em resgate para libertar ...

21/10/2021 - destaque

A estratégica rede de portos ...

O porto de Pireus, na Grécia, considerado a grande porta de entrada dos produtos asiáticos na Europa, é um dos exempl...

21/10/2021 - destaque

China nega teste com arma nucl...

A China negou nesta segunda-feira (18/10) relatos de que tenha testado um míssil hipersônico com capacidade nuclear no...

18/10/2021 - destaque

Alex Saab, suposto testa de fe...

O empresário colombiano, apontado como operador financeiro do Governo da Venezuela, partiu neste sábado num avião nor...

18/10/2021 - destaque

Cinco pessoas são executadas ...

Cinco pessoas foram executadas na fronteira do Paraguai com o Brasil entre sexta-feira (8) e sábado (9), incluindo um v...

14/10/2021 - destaque

Ao menos seis mortos e dezenas...

A passeata, convocada pelo partido xiita Hezbollah, cobrava a destituição do juiz encarregado de investigar a explosã...

14/10/2021 - destaque

Muqtada al-Sadr deve ganhar a ...

Os resultados iniciais mostram que o partido de Muqtada al-Sadr aumentou o número de assentos que detém no parlamento,...

11/10/2021 - destaque

EUA e Talibã se reúnem em Do...

Novos líderes afegãos querem que Washington desbloqueie as reservas do Banco Central. Uma delegação dos Estados Uni...

11/10/2021 - destaque

Por que esperada entrada do Br...

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, e o secretário-geral da OCDE, Mathias Cormann, discutiram processo d...

07/10/2021 - destaque

Pedro Castillo demite primeiro...

Presidente do Peru rompe com o dirigente Vladimir Cerrón e muda seis ministros, incorporando mais mulheres ao Gabinete....

07/10/2021 - destaque

Paraísos fiscais, riquezas oc...

Os ‘Pandora Papers’ revelam o funcionamento interno de uma economia subterrânea que beneficia os ricos e as elites ...

04/10/2021 - destaque

Disputa entre facções deixa ...

Um confronto entre facções rivais em uma prisão na cidade de Guayaquil, no Equador, deixou pelo menos 116 mortos e 80...

30/09/2021 - destaque

Biden se aproxima do abismo co...

Divisão nas fileiras democratas e rejeição republicana complicam uma votação decisiva para elevar o teto da dívida...

30/09/2021 - destaque

Afeganistão: família explica...

O interior da casa, construída com tijolos de barro, era frio, limpo e tranquilo. Um homem chamado Shamsullah, com um f...

27/09/2021 - destaque

Social-democratas saem na fren...

Projeções indicam que a União Democrática Cristã (CDU), de Angela Merkel, terá o pior resultado de sua história, ...

27/09/2021 - destaque

Entenda o que é a COP26, conf...

Negociações climáticas internacionais na Escócia, em novembro, acontecerão em momento crucial para garantir comprom...

23/09/2021 - destaque

Na ONU, Maduro exige a suspens...

Presidente participa da Assembleia Geral da ONU com um vídeo pré-gravado, para evitar ser detido caso entrasse nos EUA...

23/09/2021 - destaque

Acordo de submarino nuclear di...

Medida enfureceu França, pois o país perdeu um acordo de longa data para fornecer submarinos movidos a diesel para a A...

20/09/2021 - destaque

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com