Folha Oeste
testChina nega teste com arma nuclear; entenda por que episódio deixou mundo em alerta




China nega teste com arma nuclear; entenda por que episódio deixou mundo em alerta

18/10/2021
Compartilhar

A China negou nesta segunda-feira (18/10) relatos de que tenha testado um míssil hipersônico com capacidade nuclear no meio deste ano, afirmando que os testes feitos em julho eram uma verificação de rotina em uma aeronave. Uma reportagem do jornal Financial Times sobre os testes havia gerado preocupação em Washington, onde as agências de inteligência foram pegas de surpresa. Os mísseis hipersônicos são muito mais rápidos e ágeis do que os normais, o que faz com que sejam mais difíceis de se interceptar. O relato sobre o suposto míssil nuclear hipersônico surgiu em um momento em que a preocupação com as capacidades nucleares da China vem aumentando. O governo chinês fez uma coletiva de imprensa nesta segunda para tratar da questão. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, disse que um teste de rotina foi realizado em julho para verificar diferentes tipos de tecnologia de naves espaciais reutilizáveis. "Não era um míssil, era uma espaçonave", disse Zhao. "Os testes são muito importantes para reduzir o custo de espaçonaves." Zhao acrescentou que muitos países realizaram testes semelhantes no passado. Quando questionado se a reportagem do Financial Times estava incorreta, ele respondeu que sim. A reportagem, publicada no sábado, citou cinco fontes não identificadas que disseram que um míssil hipersônico foi lançado no meio do ano. Ele teria navegado em órbita baixa antes de descer e errar por pouco seu alvo, segundo as fontes citadas na reportagem. "O teste mostrou que a China fez um progresso surpreendente em armas hipersônicas e estava muito mais avançada do que as autoridades americanas imaginam", dizia o texto do Financial Times. Após a publicação, o congressista americano Mike Gallagher disse que o episódio deveria servir como "chamado à ação" para os EUA. Gallagher, que é republicano e membro do Comitê de Forças Armadas da Câmara, disse que se Washington mantiver sua abordagem atual, "perderá uma nova Guerra Fria com a China em dez anos". As relações entre os EUA e a China estão tensas, com Pequim acusando o governo do presidente Joe Biden de ser hostil. Outros países ocidentais também expressaram preocupação com as recentes demonstrações de poder militar da China. Michael Shoebridge, diretor de defesa, estratégia e segurança nacional do Australian Strategic Policy Institute, diz que o suposto teste de míssil hipersônico se encaixaria em uma tendência de aumento de "armas nucleares e outras armas de ataque" por parte de Pequim. "Não acho que seja mais significativo do que os crescentes silos de mísseis da China, suas armas nucleares de lançamento aéreo ou novas armas nucleares submarinas", diz ele. "É algo que se encaixaria em um padrão de aumento de capacidade nuclear [sem] transparência sobre isso." "Transparência é um conceito estranho para os pensadores estratégicos de Pequim", diz ele. A China, os EUA, a Rússia e pelo menos cinco outros países estão trabalhando na tecnologia de mísseis hipersônicos. Eles podem voar a mais de cinco vezes a velocidade do som e podem lançar uma ogiva nuclear. No mês passado, a Coreia do Norte disse que testou com sucesso um novo míssil hipersônico. Em julho, a Rússia fez um anúncio semelhante e disse que seu míssil havia sido lançado de uma fragata no Mar Branco, na costa noroeste da Rússia. Fonte: CNN

Crise Rússia-Ucrânia: por qu...

"A Europa está agora mais perto da guerra do que esteve desde o desmembramento da ex-Iugoslávia." Palavras duras de a...

17/01/2022 - destaque

Coreia do Norte aumenta press...

Os dois projéteis aparentemente balísticos viajaram mais de 300 quilômetros antes de cair no mar. Os velhos tempos r...

17/01/2022 - destaque

Mundo bate novo recorde e regi...

Marca supera o recorde anterior registrado na terça-feira (11), quando o número diário de infecções pelo coronavír...

13/01/2022 - destaque

Rússia vê a negociação com...

A tensão entre Moscou e o Ocidente aumenta à medida que o Kremlin avisa que eliminará "ameaças inaceitáveis" à sua...

13/01/2022 - destaque

Cazaquistão, um aviso aos viz...

Os protestos na ex-república soviética parecem indicar a outros países vizinhos que os líderes que permanecem no pod...

10/01/2022 - destaque

Sem concessões: Rússia assum...

Agência de notícias diz que vice-ministro das Relações Exteriores, Sergei Ryabkov, acredita que é possível que reu...

10/01/2022 - destaque

Maduro anuncia aumento da prod...

Segundo o governo, a Venezuela atingiu a produção de um milhão de barris por dia. O número, questionado por alguns a...

06/01/2022 - destaque

Biden culpa Trump por invasão...

Democrata fez discurso dizendo que "ego ferido" do ex-presidente americano é "mais importante para ele do que nossa dem...

06/01/2022 - destaque

Entenda a tensão entre Rússi...

Tropas russas a postos, próximas à fronteira entre as duas nações, levantam temores de que Moscou possa iniciar uma ...

03/01/2022 - destaque

Biden promete a Zelensky "resp...

Os presidentes dos EUA e da Ucrânia conversam três dias depois que Washington e Moscou marcaram as linhas vermelhas da...

03/01/2022 - destaque

Comunidade das vítimas do mas...

Membros da comunidade indígena bloqueiam estradas pedindo justiça depois que crianças massacradas em meio a sangrenta...

23/12/2021 - destaque

El Salvador reeleita procurado...

O Congresso de El Salvador reelegeu na quarta-feira Rodolfo Delgado para servir por mais três anos como procurador-gera...

23/12/2021 - destaque

Gabriel Boric derrota José An...

Com mais de 99% das mesas apuradas, Boric obteve cerca de 56% dos votos, e já é considerado o próximo presidente do p...

20/12/2021 - destaque

Tribunal do Reino Unido permit...

A disputa pelo ouro gira em torno de se o Reino Unido reconhece o líder da oposição Guaido como chefe de estado da Ve...

20/12/2021 - destaque

Como as forças de esquerda es...

A esquerda política da América Latina está ressurgindo, disseram analistas, à medida que a fome e a pobreza aumentam...

16/12/2021 - destaque

Rússia e China defendem menor...

Presidentes Vladimir Putin e Xi Jinping se reuniram nesta quarta-feira (15) por videoconferência. Os presidentes da R...

16/12/2021 - destaque

Ucrânia diz não ver sinal de...

Secretário do Conselho de Segurança e Defesa da Ucrânia disse que a Rússia tem 92 mil soldados na divisa, mas que pr...

15/12/2021 - destaque

Eleições presidenciais no Ch...

O candidato da extrema direita e o da Frente Ampla de esquerda, que lidera as últimas pesquisas, se enfrentam no próxi...

15/12/2021 - destaque

Forças SDF apoiadas pelos EUA...

Forças curdas apoiadas pelos EUA dizem que a operação em Deir Az Zor teve como alvo os combatentes do ISIL, mas a ag...

13/12/2021 - destaque

Pesquisas no Chile apontam vit...

País encara reta final da eleição mais polarizada desde a volta da democracia. Identificar eleitores e classificar in...

13/12/2021 - destaque

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com