Folha Oeste
testA estratégica rede de portos que a China controla no mundo e avança até no Brasil




A estratégica rede de portos que a China controla no mundo e avança até no Brasil

21/10/2021
Compartilhar

O porto de Pireus, na Grécia, considerado a grande porta de entrada dos produtos asiáticos na Europa, é um dos exemplos da expansão das empresas chinesas na rede portuária global. Depois da Grande Crise de 2008-2009, a Grécia teve de implementar reformas e privatizações para pagar suas dívidas depois de receber um resgate financeiro, promovido pela União Europeia. Foi assim que uma gigante estatal chinesa viu uma oportunidade de entrar na indústria portuária de um país em crise. A empresa Cosco adquiriu 51% de Pireus, num acordo que a autorizava a aumentar sua participação para 67% cinco anos depois. E foi exatamente isso que aconteceu, no início de outubro. Com essa operação, Pequim agora administra um dos portos mais importantes do mundo, localizado na junção de Europa, Ásia e África. A mesma empresa está em negociações para adquirir uma participação no porto de Hamburgo (Alemanha). Se for concretizada, será o oitavo grande investimento portuário da Cosco na Europa. Outro gigante chinês do setor, o Shanghai International Port Group, acaba de assumir o controle do porto israelense de Haifa. Esses são alguns dos capítulos mais recentes de uma longa história de expansão portuária, que nos últimos anos tem ocorrido no contexto da chamada Rota Marítima da Seda, iniciativa que faz parte de um plano mais amplo de investimento de capital chinês em obras de infraestrutura ao redor do mundo. Para conseguir esse objetivo, controlar as concessões portuárias em pontos geoestratégicos é fundamental, apontam analistas consultados pela BBC Mundo. Diferentes estimativas mostram que empresas do gigante asiático controlam atualmente cerca de cem portos em mais de 60 países. "Os portos de contêineres com investimento chinês tiveram um aumento em sua conexão de transporte marítimo acima da média", diz Jan Hoffmann, chefe da Unidade de Logística Comercial da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad, na sigla em inglês). Isso representa uma vantagem sobre seus concorrentes que lhes permite avançar passo a passo na indústria portuária Esse aumento de conexão, explicou Hoffmann à BBC Mundo, ocorreu porque tratam-se geralmente de investimentos de grandes proporções ou porque as empresas chinesas levam seus próprios serviços a esse terminais. Fonte: BBC

As recentes eleições na Vene...

O chefe da missão de observação da UE disse que embora as "melhores condições" tenham marcado a votação do fim de...

25/11/2021 - destaque

Social-democratas, verdes e li...

A coalizão tripartite que põe fim à era Merkel tomará posse na segunda semana de dezembro. A Alemanha terá um novo...

25/11/2021 - destaque

Extrema-direita e esquerda vã...

O Chile realizou neste domingo (21) as eleições mais polarizadas e incertas de sua história recente, que escolherão ...

22/11/2021 - destaque

O chavismo aumenta seu poder t...

Oposição elege apenas três governadores, um resultado pior que nas questionadas eleições de 2017, quando venceu em ...

22/11/2021 - destaque

General dos EUA diz que míssi...

Velocidade com que chineses desenvolveram o sistema surpreendeu as autoridades de segurança nacional americanas. Um te...

18/11/2021 - destaque

União Europeia planeja veto a...

Proposta afeta soja, cacau e café, entre outros. Organização dedicada à defesa das florestas menciona o Brasil ao cr...

18/11/2021 - destaque

Em demonstração de força, T...

Após assumir o poder, Talibã obteve as armas fornecidas pelos EUA ao governo do Afeganistão. As forças do Talibã re...

15/11/2021 - destaque

Eleições atípicas dão um a...

Os venezuelanos votam no próximo domingo em meio a uma leve melhora gerada pela dolarização e à tentativa da oposiç...

15/11/2021 - destaque

Os EUA conclamam os houthis do...

A maioria dos detidos foi libertada, mas os rebeldes iemenitas continuam detendo um número não especificado de funcion...

11/11/2021 - destaque

Partido Comunista chinês elev...

Atual dirigente conseguiu “feitos históricos” e transformou o país “em uma nação forte”, segundo a resoluç...

11/11/2021 - destaque

“Estamos cavando nossa próp...

António Guterres pediu “ambição máxima” dos líderes mundiais para que os compromissos estabelecidos na cúpula ...

01/11/2021 - destaque

Direita chilena trava guerra c...

A três semanas das presidenciais no Chile, líderes do setor abandonam o candidato governista para apoiar José Antonio...

01/11/2021 - destaque

Brasil é 4º no mundo em rank...

Na COP 26, a próxima conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, o Brasil pretende enfatizar o argume...

28/10/2021 - destaque

ONU diz que países devem dobr...

Segundo a organização, programas atuais conduzem a um aquecimento de 2,7 graus. A entidade critica o fato de que menos...

28/10/2021 - destaque

Determinada a manter Taiwan is...

Aprovação de resolução em 1971 ajudou a moldar ascensão de Pequim como potência mundial e a concedeu-lhe amplo pod...

25/10/2021 - destaque

Esquerda latino-americana se r...

Ex-presidente boliviano Evo Morales inaugura um seminário do Partido do Trabalho, dois anos depois de ser derrubado: ...

25/10/2021 - destaque

Líder de gangue do Haiti amea...

As autoridades disseram que a quadrilha de 400 Mawozo está exigindo US $ 1 milhão por refém em resgate para libertar ...

21/10/2021 - destaque

A estratégica rede de portos ...

O porto de Pireus, na Grécia, considerado a grande porta de entrada dos produtos asiáticos na Europa, é um dos exempl...

21/10/2021 - destaque

China nega teste com arma nucl...

A China negou nesta segunda-feira (18/10) relatos de que tenha testado um míssil hipersônico com capacidade nuclear no...

18/10/2021 - destaque

Alex Saab, suposto testa de fe...

O empresário colombiano, apontado como operador financeiro do Governo da Venezuela, partiu neste sábado num avião nor...

18/10/2021 - destaque

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com