Folha Oeste
testDeterminada a manter Taiwan isolada, China comemora 50 anos como membro da ONU




Determinada a manter Taiwan isolada, China comemora 50 anos como membro da ONU

25/10/2021
Compartilhar

Aprovação de resolução em 1971 ajudou a moldar ascensão de Pequim como potência mundial e a concedeu-lhe amplo poder de voto para "burocracia da ONU". Há exatamente cinquenta anos, representantes de todo o mundo se reuniram na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York para uma votação que mudou a história. No final do dia, a República da China (ROC), um governo que fugiu para Taiwan depois de perder a guerra civil chinesa em 1949, estava fora da organização global. Em seu lugar, a República Popular da China (RPC), o governo comunista que assumiu o poder no continente, foi reconhecido como o “único representante legítimo da China” e admitido na ONU como membro permanente do Conselho de Segurança com poder de veto. Foi um grande golpe para o governo nacionalista, que fora um dos membros fundadores da ONU e contribuiu para a vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial. Enquanto a delegação de Taipei saía do salão da Assembleia-Geral naquela noite, seu ministro das Relações Exteriores advertiu amargamente que a decisão ameaçaria a paz em todos os lugares. “Isso é um absurdo perigoso”, disse ele. Após a vitória comunista e a fundação da RPC em 1949, os governos nacionalista e comunista afirmaram ser os únicos representantes de todo o território chinês, obrigando outros países e organizações internacionais a escolher um ou outro. Inicialmente, muitos países mantiveram suas alianças com a ROC e evitaram a RPC. Mas com o passar do tempo, mais e mais governos mudaram o reconhecimento diplomático de Taipei para Pequim – deixando Taiwan com apenas 15 aliados diplomáticos atualmente. A ONU também foi forçada a escolher – e a votação fatídica em 1971 acabou refletindo a mudança sobre qual “China” seus membros decidiram reconhecer. A dupla representação na ONU havia sido levantada como uma solução potencial, mas foi rejeitada por Pequim e Taipei. “Não há espaço para patriotas e traidores viverem juntos”, disse Chiang Kai-shek, líder dos nacionalistas derrotados, em uma frase famosa, em 1961. Nas décadas desde a votação, a resolução ajudou a moldar a ascensão da China como potência mundial e concedeu-lhe amplo poder de voto para “participar da burocracia da ONU e moldar a linguagem das resoluções da ONU”, disse Maggie Lewis, especialista em direito chinês contemporâneo na Seton Hall University. E sob a pressão crescente de Pequim, Taiwan tem se tornado cada vez mais diplomaticamente isolado, excluído de grandes agências como a Organização Mundial da Saúde (OMS). Enquanto isso, Pequim continua a ver Taiwan como uma parte inseparável de seu território – embora os dois lados tenham sido governados separadamente por mais de sete décadas e o Partido Comunista Chinês nunca tenha controlado a ilha democrática de cerca de 24 milhões de pessoas. Apesar dessas pressões, Taiwan continuou a manter relações com vários parceiros ocidentais importantes, especialmente os Estados Unidos, que fornecem armas defensivas a Taiwan e enviaram funcionários de alto escalão para visitar a ilha. Em uma declaração no sábado, o Departamento de Estado dos EUA disse que autoridades norte-americanas e taiwanesas se reuniram para uma “discussão focada em apoiar a capacidade de Taiwan de participar de forma significativa da ONU”. “Os participantes dos EUA reiteraram o compromisso com a participação significativa de Taiwan na Organização Mundial da Saúde e na convenção-quadro das Nações Unidas sobre mudança climática e discutiram maneiras de destacar a capacidade de Taiwan de contribuir para os esforços em uma ampla gama de questões”, acrescentou. Fonte: CNN

As recentes eleições na Vene...

O chefe da missão de observação da UE disse que embora as "melhores condições" tenham marcado a votação do fim de...

25/11/2021 - destaque

Social-democratas, verdes e li...

A coalizão tripartite que põe fim à era Merkel tomará posse na segunda semana de dezembro. A Alemanha terá um novo...

25/11/2021 - destaque

Extrema-direita e esquerda vã...

O Chile realizou neste domingo (21) as eleições mais polarizadas e incertas de sua história recente, que escolherão ...

22/11/2021 - destaque

O chavismo aumenta seu poder t...

Oposição elege apenas três governadores, um resultado pior que nas questionadas eleições de 2017, quando venceu em ...

22/11/2021 - destaque

General dos EUA diz que míssi...

Velocidade com que chineses desenvolveram o sistema surpreendeu as autoridades de segurança nacional americanas. Um te...

18/11/2021 - destaque

União Europeia planeja veto a...

Proposta afeta soja, cacau e café, entre outros. Organização dedicada à defesa das florestas menciona o Brasil ao cr...

18/11/2021 - destaque

Em demonstração de força, T...

Após assumir o poder, Talibã obteve as armas fornecidas pelos EUA ao governo do Afeganistão. As forças do Talibã re...

15/11/2021 - destaque

Eleições atípicas dão um a...

Os venezuelanos votam no próximo domingo em meio a uma leve melhora gerada pela dolarização e à tentativa da oposiç...

15/11/2021 - destaque

Os EUA conclamam os houthis do...

A maioria dos detidos foi libertada, mas os rebeldes iemenitas continuam detendo um número não especificado de funcion...

11/11/2021 - destaque

Partido Comunista chinês elev...

Atual dirigente conseguiu “feitos históricos” e transformou o país “em uma nação forte”, segundo a resoluç...

11/11/2021 - destaque

“Estamos cavando nossa próp...

António Guterres pediu “ambição máxima” dos líderes mundiais para que os compromissos estabelecidos na cúpula ...

01/11/2021 - destaque

Direita chilena trava guerra c...

A três semanas das presidenciais no Chile, líderes do setor abandonam o candidato governista para apoiar José Antonio...

01/11/2021 - destaque

Brasil é 4º no mundo em rank...

Na COP 26, a próxima conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, o Brasil pretende enfatizar o argume...

28/10/2021 - destaque

ONU diz que países devem dobr...

Segundo a organização, programas atuais conduzem a um aquecimento de 2,7 graus. A entidade critica o fato de que menos...

28/10/2021 - destaque

Determinada a manter Taiwan is...

Aprovação de resolução em 1971 ajudou a moldar ascensão de Pequim como potência mundial e a concedeu-lhe amplo pod...

25/10/2021 - destaque

Esquerda latino-americana se r...

Ex-presidente boliviano Evo Morales inaugura um seminário do Partido do Trabalho, dois anos depois de ser derrubado: ...

25/10/2021 - destaque

Líder de gangue do Haiti amea...

As autoridades disseram que a quadrilha de 400 Mawozo está exigindo US $ 1 milhão por refém em resgate para libertar ...

21/10/2021 - destaque

A estratégica rede de portos ...

O porto de Pireus, na Grécia, considerado a grande porta de entrada dos produtos asiáticos na Europa, é um dos exempl...

21/10/2021 - destaque

China nega teste com arma nucl...

A China negou nesta segunda-feira (18/10) relatos de que tenha testado um míssil hipersônico com capacidade nuclear no...

18/10/2021 - destaque

Alex Saab, suposto testa de fe...

O empresário colombiano, apontado como operador financeiro do Governo da Venezuela, partiu neste sábado num avião nor...

18/10/2021 - destaque

>

Av. Cesar Abraão, 157 | Osasco - 3682-5820 | jornalfolhaoeste@gmail.com